Ganhadores de 2020

Categoria de Casos de Segurança do Trabalho

Balaclava.PNG
Escada 2.PNG
Escada 1.PNG
Foto.PNG

1º Lugar - JEAN PABLO RODRIGUES PIMENA (ENEL - RJ)

BALACLAVA DE SEGURANÇA COM RESPIRADOR

O projeto visa eliminar lesões faciais provocadas por arco elétrico decorrentes de curto circuito que possam ocorrer durante atividades em circuitos energizados, tanto em BT quando em MT, de forma a garantir o conforto e bem estar do usuário.

Principais benefícios obtidos:
• Evitar lesões faciais decorrentes de arco elétrico;
• Garantir o uso adequado do equipamento sem depender da atitude do eletricista;
• Melhorar o conforto durante a utilização, principalmente em dias de calor, melhorando o fluxo respiratório;
• Não embaçamento dos óculos, garantindo maior segurança do decorrer da atividade;
• Evitar custos decorrentes de acidentes.

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

2º Lugar - ROMERO PRATES DOS SANTOS (EDP - ES)

ESTABILIZADOR DE ESCADA MANUAL

No Brasil, 40% dos acidentes de trabalho estão relacionados a quedas de funcionários em altura, de acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). No entanto, muitos dos acidentes podem ser evitados com prevenção. Quem investe na segurança e na saúde do trabalhador investe na longevidade do negócio. Afinal, pessoas saudáveis produzem melhor e por mais tempo. A economia gira com mais produção, consumo e empregos.

Na EDP a maioria das atividades de campo são realizadas em altura. Desta forma, foi diagnosticada uma situação de risco extremo na utilização de escada manual extensível ou singela, devido ao risco de acidente por tombamento da escada quando não se tem nas fachadas prediais o ponto para amarração e que, consequentemente, impossibilita a instalação de linha de vida.

OBJETIVOS:

- Eliminar o risco de queda do colaborador quando em trabalhos em altura, utilizando escada manual nas fachadas prediais;
- Reduzir a quantidade de recusas de serviços e custo operacional.

RESULTADOS:

- Segurança: atendimento a um dos requisitos estabelecido para controle dos Riscos Críticos da EDP, eliminando a possibilidade de queda devido a não possuir ponto de ancoragem em fachadas para amarração da escada.

- Redução de custo operacional: por questão de recusas, grande porcentagem dos serviços não são realizados pela primeira equipe, fazendo com que ocorra novo deslocamento ao local com os recursos necessários. O estabilizador de escadas representa menor custo operacional em relação a cestas aéreas e escadas giratórias.

- Impacto nos Indicadores de Qualidade: Como estabilizador de escadas, os serviços antes paralisados, podem ser executados agora com total segurança e rapidez, pois o equipamento leva em média 1 minuto para ser montado por equipe treinada. Melhoria na satisfação dos clientes com a redução das recusas de serviços e dos prazos de atendimento, aumentando, desta forma, a qualidade dos serviços.

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

3º Lugar - DOUGLAS OLIVEIRA (INDICA - RJ)

 

CENTRO DE MONITORAMENTO INDICA

O projeto visa garantir que as atividades que necessitem da aplicação das regras de ouro da desenergização/reenergização de um circuito elétrico, ocorram de forma correta, e como meio de viabilizar isso, as ações executadas terão dupla avaliação, ou seja, do encarregado direto e do profissional capacitado para medir criteriosamente as ações adotadas que estarão registradas na plataforma APR digital.

​​

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

Ganhadores de 2020

Conheça os ganhadores da categoria de Ações de Prevenção e Proteção da População

Foto 1.PNG
Foto 2.PNG

1º Lugar - ANDRÉ LUIZ LOPES DINIZ (ENEL - RJ)

ESTRUTURA PARA PROTEÇÃO CONTRA AÇÃO DA LINHA DE PIPA NOS CABOS

A cada ano vem aumentando a quantidade de interrupção de energia causadas por pipas em nossas redes, fato que gera impacto a empresa, como:
• Risco a população;
• Imagem da Enel;
• Indicadores de qualidade;
• Financeiros, com pagamento de compensação, causas judiciais e manutenção da rede;
Nos últimos 7 anos, ocorreram 30 acidentes causados por Pipa na Enel Rio, sendo 13 fatais. Em 2020, já foram 5 acidentes fatais.

 

AÇÕES DESENVOLVIDAS PREVIAMENTE:

- Ações de conscientização na mídia, palestras em escolas e centros comunitários, ações junto a prefeituras e poder publico, porém que não se mostrou eficaz, visto que a quantidade de ocorrência continuava subindo.

- Construção de rede subterrânea ou relocação da rede em pontos de concentração de pipa, porém possui elevados custos de implementação e a ação se torna inviável economicamente para a maioria das situações.

SOLUÇÃO:

- Instalação de uma guia de proteção na ponta da cruzeta;
A guia é de aço, bem mais resistente que o alumínio, e fica livre de contato com as partes energizadas. Caso venha a romper, cairá ao solo desenergizada, sem risco à população e sem interrupção no fornecimento de energia. Além disso, todo material do projeto é material estoque da empresa.

Após a instalação, até 13/07/2020, não temos registro de nenhuma interrupção no trecho com 347 clientes.

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

Foto 1.png
Foto 2.jpg

2º Lugar - MICHEL RIEGER DA SILVA (LIGHT - RJ)

GRAFITE NO MUROS DAS SUBESTAÇÕES

O Brasil é um dos países que mais consomem energia no mundo, de acordo com a empresa de pesquisa energética (EPE). Com isso, os acidentes de origem elétrica no país vêm crescendo de forma acelerada,devido à falta de informações para a população sobre os perigos da eletricidade nas residências e nas redes de distribuição de energia.
Criar medidas e promover melhorais quanto a qualidade da informação e do conhecimento dos riscos elétricos, tem sido um grande desafio para os órgãos públicos e concessionárias elétricas, para formular essas culturas de prevenções.
Com a missão de conscientizar a população, municípios, estados e concessionarias sobre a importância da segurança nas instalações elétricas, a Associação Brasileira de Conscientização para os perigos da Eletricidade (ABRACOPEL), divulga dados sobre os acidentes registrados ocorridos anualmente no país. De acordo com a ABRACOPEL, no último ano o Brasil teve um aumento significativo de 20% no acidente típico de sobrecarga( curto-circuito), com aumento também nos índices de choques elétricos por toque acidental e descargas atmosféricas. Só no ano de 2019 foram registrados 1662 acidentes, sendo 821 acidentes fatais e 668 causados por sobrecarga.

O PROJETO

A Light, distribuidora que atende 31 municípios no Rio de Janeiro, pensando no bem estar e segurança de seus clientes, funcionários e da população nesse período de pandemia causada pela COVID-19, implantou um projeto pioneiro no estado e passou a utilizar arte nos muros de suas subestações com mensagens de segurança, economia, sustentabilidade e serviços da empresa.
Através da técnica do grafite, que utiliza os desenhos animados para passar as mensagens, a Light gerou empregos e reforçou a sua política de segurança que agora além das redes sociais e canais digitais da empresa, usa os muros das subestações levando a informação as pessoas que de alguma forma não tem acesso a internet. Com isso, cumpre o seu papel de empresa cidadã e fornecendo energia e promovendo o bem estar da população do Rio de Janeiro.

A iniciativa foi dada em julho de 2020, contemplando 10 subestações e com o sucesso do projeto está sendo ampliada para mais subestações. Os desenhos retratam exatamente o que é vivenciado no dia a dia, como: evite sobrecarga, não soltar pipa perto da rede elétrica, não construir perto da rede de distribuição, dicasdeconsumoesustentabilidade. Essa metodologia facilita a compreensão das pessoas que durante a execução do grafite além do elogio podem vivenciar as situações retratadas nos muros, alcançando todas as faixas etárias criando assim uma política de segurança desde a infância.

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

Foto 1.PNG

​3º Lugar - JOSÉ FIRMO DO CARMO JUNIOR (CEMIG - MG)

TREINAMENTO SOBRE "USO SEGURO DA ENERGIA"

A Cemig sempre orienta seus consumidores sobre os riscos da energia elétrica e como evitá-los. A redução sustentada nos índices gerais, ano a ano, reflete o resultado das campanhas e de outras ações que se complementam. Uma delas é a busca permanente pela melhoria das condições de segurança de suas redes. Embora necessária e indispensável, uma rede em perfeitas condições técnicas e de segurança, por si só, não impede que um ato imprudente resulte em acidentes.
Sendo assim, de forma pioneira, a Gerência de Saúde e Segurança da Cemig, vinculada à Diretoria Adjunta de Gestão de Pessoas, organizou e disponibilizou treinamento sobre o uso seguro da energia, voltado a toda a população acima dos 10 (dez) anos de idade.

O objetivo deste treinamento é ampliar o conhecimento e consequentemente o engajamento da sociedade para que cada cidadão seja um guardião da vida, harmonizando suas interações com o Sistema Elétrico de Potência - SEP, desde a fonte geradora de energia até o uso final. Em síntese, demonstra-se a responsabilidade da Cemig que assume um papel social, justo e responsável perante a comunidade na atuação da prevenção de acidentes com a rede elétrica.

Para orientar o trabalho foram utilizadas como fonte de pesquisa para a
produção do conteúdo do treinamento materiais divulgados (cartilhas, manuais) por outras distribuidoras de energia elétrica, normas de distribuição da Cemig, normas do Ministério da Economia.

Conseguimos, também, a autorização de vídeos do personagem “Napo”, que foram inseridos no treinamento. Os filmes são protagonizados por personagens do mundo do trabalho que se veem confrontadas com questões de segurança. A personagem principal, o Napo, e os seus colegas exprimem-se sem recurso a palavras. As suas histórias têm valor educativo. Suscitam questões e estimulam o debate sobre aspectos específicos da segurança no trabalho. Por vezes, apresentam soluções práticas ou dão pistas para soluções.

O TREINAMENTO

O treinamento foi dividido em 05 módulos, a saber:
1. Os caminhos da energia: da geração até nossas casas.
2. Sistema elétrico de potência – SEP.
3. Regras básicas para conviver bem com o SEP.
4. Uso seguro da energia: dicas de prevenção.
5. Uso seguro da energia: dicas extras – dentro de casa.

Além do desenvolvimento de diversos conceitos e a exemplificação não
exaustiva de situações consideradas de risco, abordamos condutas que podem ser adotadas visando a preservação da integridade das pessoas.
Ao final de cada módulo é disponibilizada uma atividade avaliativa para
verificação de fixação de conteúdo.

A Gerência de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig foi a responsável pela elaboração do conteúdo do treinamento e trabalhamos em parceria com a Univercemig e a NW Tecnologia. Essa última foi a empresa que desenvolveu e disponibilizou o treinamento EAD aos mais de 10.000 cadastrados. A Univercemig é responsável pelo gerenciamento e organização da plataforma onde são ofertados os diversos cursos e treinamentos disponibilizados ao público Cemig.

Veja mais detalhes sobre o projeto clicando no arquivo PDF a esquerda.

 

Ganhadores de 2020

Empresas mais engajadas

1º Lugar

Icomon.jpg

2º Lugar

C+¦pia_de_Logo_Eletrocamp1.jpg

3º Lugar

Eletel.jpg